NOTÍCIAS

Samsung e Anprotec lançam programa para incubar startup

De Cuiabá (MT) – As startups brasileiras têm até 16 de novembro para submeter propostas ao primeiro edital do Programa de Promoção da Economia Criativa. Nessa fase inicial, serão selecionadas oito companhias nascentes de base tecnológica, que receberão investimentos da ordem de R$ 140 mil cada, além de infraestrutura física, metodologia de incubação, mentoria e treinamentos focados na criação de empreendimentos. A iniciativa é inspirada no Modelo Coreano de Cultura de Economia Criativa, implantado na Coreia do Sul pelo Centro de Economia Criativa e Inovação (CCEI Daegu).

O programa, que está na fase piloto, é resultado de uma parceria firmada em abril deste ano entre a Samsung, a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e o CCEI Daegu. Serão aplicados, ao longo de cinco anos, um total de US$ 5 milhões, para identificar e oferecer suporte a novos projetos de empreendedorismo em todo o País. Nesses ambientes de inovação, os empreendedores serão estimulados a ousar e avaliar os riscos dos projetos, pois as propostas de alto teor disruptivo e tecnológico, aliado ao real potencial de mercado, poderão receber investimentos adicionais.

Durante seis meses, as startups selecionadas no primeiro edital serão apoiadas pela Incubadora Tecnológica de Campina Grande, pelo Programa de Incubação de Empresas da Universidade Federal de Goiás (UFG), pela Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Raiar-PUC/RS) e pela Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo (Cietec). Essas quatro entidades são, respectivamente, das regiões Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Até o fim de novembro será feita uma chamada específica para escolha de mais uma incubadora para atender a região Norte.

O anúncio das incubadoras que apoiarão o programa e o lançamento do edital de seleção das startups foram feitos, nesta quarta-feira (21), na 25ª Conferência Anprotec, que acontece em Cuiabá até sexta-feira (23). As propostas submetidas serão avaliadas por uma banca especializada, formada pela Samsung, a Anprotec e as incubadoras selecionadas pelo programa.

“Essa é uma importante ação desenvolvida no âmbito da parceria, que permitirá impulsionar empreendimentos inovadores de nosso movimento, colaborando para consolidar o setor de economia criativa em nossos ambientes de inovação”, afirma a presidente da Anprotec, Francilene Garcia. “Essa é a primeira ação, que certamente desencadeará outras ações, de aproximação entre as pequenas e grandes empresas.”

O objetivo com essa etapa do programa, segundo o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Samsung no Brasil, Antonio Marcon, é estimular o desenvolvimento de novas empresas. “O plano é fomentar 50 projetos inovadores, contribuindo para o desenvolvimento de soluções de problemas brasileiros e globais, nas áreas de educação digital, saúde digital, segurança da informação e mobilidade/soluções de convergência (telefones, tablets e wearable)”, afirmou.

No envio das propostas, as startups devem atender a uma série de requisitos estabelecidos pela Anprotec e Samsung. Para informações sobre como se inscrever, acesse o site: www.anprotec.org.br

Memorando de intenções

Em abril de 2015, foi assinado um memorando de intenções prevendo a cooperação e coordenação para a implementação do Modelo Coreano de Cultura de Economia Criativa, criado na Coréia do Sul pelo CCEI Daegu. Por meio desse acordo, a Anprotec, com apoio da Samsung, tornou-se a executora do Programa de Economia Criativa para o território brasileiro e promoverá sua disseminação por meio de treinamentos, capacitações, articulando políticas públicas e gerando conhecimento em inovação e empreendedorismo para seus cerca de 300 membros associados.

(Felipe Linhares, da Agência Gestão CT&I)

FALE CONOSCO

Entre em contato conosco pelos telefones:  (11) 3039-8300 clique no botão abaixo e preencha o formulário de contato. Será um prazer atende-los!
Veja mais